MENU Buscar NSK - Motion & Control

Order Files

Encerrada no domingo (08-11), em Camaçari/ BA, a competição recebeu 15 equipes, de seis Estados do Nordeste (AL, BA, MA, PB, PE e RN) e do Distrito Federal

 

São Paulo, novembro de 2015  A equipe Mangue Baja 1, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), venceu a Competição Baja SAE BRASIL – Etapa Nordeste 2015, que foi patrocinada pela NSK e encerrada no domingo, 8 de novembro,  no Estádio Municipal de Camaçari, na Bahia. A equipe alcançou 827,75 pontos na classificação geral. A segunda posição também ficou com uma equipe pernambucana, a Mangue Baja 2, que obteve 723,71 pontos.

 

Em terceiro lugar ficou a equipe Carpoeira, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), com 656,16 pontos. A quarta colocação foi para a equipe Cactus Baja, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), do Rio Grande do Norte, com 637,03 pontos. Quinta colocada na competição, a equipe Baajantinga, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), da Bahia, atingiu 619,31 pontos.

 

Etapa Nordeste recebeu 15 de 17 equipes inscritas, formadas por estudantes de engenharia, de oito Estados e Distrito Federal, sete deles do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte) e um do Norte (Pará).

 

Provas  Para disputar a competição, as equipes projetaram e construíram carros off road, dentro das instituições de ensino. Em Camaçari, as provas da Etapa Nordeste começaram na sexta-feira (6), com apresentações orais dos projetos. No sábado (7) os carros enfrentaram avaliações de segurança, conforto e motor, além de provas dinâmicas que testaram a suspensão, a capacidade de tração, a aceleração e a dirigibilidade dos veículos. No domingo (8), ocorreu a prova mais esperada da competição, o enduro de resistência, com três horas de duração, em condições severas de terreno.

 

Esta competição é preparatória para a 22ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS, de âmbito nacional, que será realizada em março de 2016. Na última edição nacional, as equipes Mangue Baja 1 e Mangue Baja 2, da UFPE, ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Além daEtapa Nordeste, há outras duas competições regionais, também preparatórias: a Etapa Sudeste, que foi realizada em outubro último, em São José dos Campos (SP); e a Etapa Sul, programada para 20 a 22 de novembro, em Gravataí (RS).

 

Carros  Os veículos Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora-de-estrada, com quatro ou mais rodas e motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pessoas com até 1,90m de altura e com até 113,4 kg. Os sistemas de suspensão, transmissão e freios, assim como o próprio chassi, são desenvolvidos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto.

“As competições estudantis da SAE BRASIL são uma ferramenta fundamental para o fomento da engenharia e porta de entrada para o mercado de trabalho, pois despertam o interesse de empresas do setor e também dos jovens, que não raro saem das provas com estágio garantido”, aponta Frank Sowade, presidente da SAE BRASIL.

 

Para mais informações para imprensa, favor entrar em contato com:

 

Cristiane Pinheiro – cristiane.pinheiro@casecomunicacao.com.br

Case Comunicação Integrada

Tes.: (11) 9 9857-3111 / 9 9992-9436 / 2476-7237

Cookies no site da NSK

Nós usamos cookies para garantir que nós damos-lhe a melhor experiência em nossos sites e aplicações web. Ao continuar sem alterar as configurações do navegador, vamos supor que você deu o seu consentimento para receber cookies. No entanto, você pode alterar a configuração de cookies do navegador a qualquer momento.